15 de ago de 2010

Soneto da Saudade

Saudade dos livros que não li
Dos jogos que não joguei
Das coisas que não presenciei
Dos sonhos que não realizei

Saudade das canções que não cantei
Dos amigos que não fiz
Dos abraços que não dei
Das pessoas que não amei

Saudade dos sentimentos que não enxerguei
Das lágrimas que não derramei
Das bocas que não beijei

Saudade dos pôr-do-sóis que não assisti
Dos banhos de chuva que não tomei
Da vida que não vivi.

Soneto que a minha amiga Raio “desenterrou do início do seu caderno secreto”, durante uma conversa no MSN. =)

Postar um comentário